coquetel

Como usar frutas em seu coquetel

Existem diferentes tipos de coquetéis, e muitos deles utilizam frutas como ingredientes, seja para decoração ou para incrementar o sabor da bebida. No entanto, por se tratar de um ingrediente fresco, você precisa ter atenção com alguns detalhes quando estiver fazendo um coquetel, para não errar na preparação e tornar seu coquetel dos sonhos em um pesadelo na cozinha.

No dia 18 de maio, celebramos o Dia Nacional do Coquetel. Para comemorar essa data, trouxemos algumas dicas de como utilizar frutas em seu coquetel da maneira correta. Tire sua Kalvelage do armário, separe as frutas, e venha aprender conosco.

Coquetel ou drink?

Primeiramente, vamos diferenciar esses dois termos. Hoje em dia, é mais comum ouvirmos o termo drink, enquanto a palavra coquetel perdeu um pouco de sua força. No entanto, drink significa bebida, ou seja, qualquer uma (alcoólica ou não). Já coquetel é a mistura de uma bebida alcoólica com outras bebidas.

A primeira citação da palavra coquetel aconteceu na Inglaterra (“cocktail”), e se referia a cavalos de raça mista. A primeira aparição da palavra relacionada às bebidas foi no início do século XIX, e representava uma bebida estimulante, feita à base de aguardente de qualquer natureza, açúcar, água e bitter. Por conta disso, muitos bartenders identificam coquetéis e drinks como coisas diferentes.

Utilize frutas frescas

Alimentos frescos são mais saborosos, possuem uma coloração mais bonita e vão deixar seu coquetel incrível.

Valorize a regionalidade

Você pode passar o ano todo querendo fazer um coquetel com morangos, mas a fruta tem um período específico para a colheita. Use esse período para preparar seu coquetel. Durante ele, você encontrará frutas mais frescas, deixando o coquetel ainda mais saboroso. O Brasil é um país muito grande e muito rico em vegetação. Muitas regiões possuem frutas únicas, então utilize-as para fazer coquetéis diferentes em cada estação do ano, tornando a experiência ainda mais enriquecedora.

Aproveite a fruta ao máximo

Não precisa espremer o suco da fruta e jogar todo o resto no lixo. Retire a casca para utilizar os óleos essenciais ou para decorar o coquetel. O bagaço pode ser usado na produção de geleias. Por fim, todo o restante ainda pode ser usado como adubo para seu jardim ou horta.

Pesquise sobre mitos e utilizações adequadas

Dizem que o miolo do limão amarga a bebida. No entanto, o que pode amargar o coquetel é amassar ou esfregar demais a casca da fruta. Existem diversos mitos como esse, portanto é importante você pesquisar sobre isso sempre que surgir uma dúvida durante a preparação de um coquetel. Com poucos minutos de pesquisa, sua bebida ficará muito melhor.

Use as cascas

As cascas das frutas podem ser utilizadas para saborizar bebidas bases. Por exemplo, ao deixar a vodka descansando por aproximadamente cinco horas com cascas de frutas, como abacaxi, limão ou laranja, em um pote bem fechado, você terá um destilado saborizado, o que incrementará ainda mais o seu coquetel.

Gostou dessas dicas? No site da Kalvelage você encontra várias receitas de coquetéis utilizando nossas bebidas. Não deixe de conferir!

9

Qual o certo: caipirinha ou caipiroska?

A caipirinha é um dos drinks mais tradicionais do Brasil. Presença constante em casas e bares de todo o país, o drink é tão famoso que ganhou diferentes versões, usando diferentes componentes alcoólicos.

Em essência, é o mesmo drink. Limão, gelo e açúcar são os ingredientes padrão de ambos. Entretanto, existe uma diferença importante entre a caipirinha e a caipiroska: um é feito com cachaça, enquanto o outro utiliza vodka. Para os mais tradicionais, a mudança na receita é uma blasfêmia. Contudo, outras pessoas acreditam que as misturas tornam o drink ainda melhor.

Do drink clássico com limão surgiram muitas variações. Algumas usam outras frutas (morango, kiwi, maracujá…), enquanto outras mudaram a bebida alcoólica inclusa – de caipirinha para vodka, rum ou sakê.

É impossível pontuar onde e quando exatamente surgiram essas variações, já que são mudanças que acontecem de acordo com os gostos e tradições pessoais, e em um país continental como é o Brasil, não há forma de medir isso. Alguém que prefere uma bebida mais doce pode ter decidido substituir o limão por morango, por exemplo.

Porém, no meio da mixologia, o termo “caipirinha” refere-se somente ao drink clássico. Cada variação tem um nome diferente: “caipiroska” quando feita com vodka, “sakerinha” quando feita de sakê, “caipiríssima” ao se utilizar rum, e até mesmo “caipifruta” quando o drink é feito com frutas diferentes do limão.

O assunto é tão sério que, em 2003, o Brasil passou a ter um registro na legislação sobre a caipirinha, reconhecendo o drink como um produto inerentemente brasileiro. Contudo, a lei abriu brechas para chamar a bebida de caipirinha mesmo ao fazê-la com outras frutas.

Ambos os drinks são ótimos para harmonizar com comidas gordurosas, por isso a caipirinha é presença constante em churrascos ao redor do país. Ao preparar o coquetel com vodka, seu sabor fica ligeiramente menos intenso, fazendo com que a bebida seja apreciada também por aqueles que não gostam do sabor marcante da cachaça.

É difícil elencar qual o melhor ou o pior, mas uma coisa é certa: se usar a Vodka Kalvelage Vibe, limão, açúcar e bastante gelo, você terá uma bela caipiroska. Veja como fazer!

Receita de caipiroska

Ingredientes:

  • 60 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • ¾ de limão Taiti com casca
  • 2 colheres de açúcar cristal ou 15 ml de xarope de açúcar

Modo de preparo:

Em um copo, adicione o açúcar, a vodka e o limão e macere delicadamente. Acrescente gelo e mexa bem.

Erros de principiante

3 erros de principiante que acabam com seu drink

Quando vemos alguém preparando drinks, não percebemos o quanto é difícil, mas a coquetelaria é uma verdadeira arte. Ao tentarmos reproduzir os drinks em casa pela primeira vez, podemos cometer alguns erros simples, mas que prejudicam o resultado e não deixam a bebida tão boa quanto deveria ser.

Como qualquer arte, a preparação de drinks é um processo, que consiste em diversas etapas. Essas etapas devem ser seguidas à risca, para conseguir o melhor resultado possível e encantar seus amigos e familiares. Por isso, vamos enumerar alguns erros que muitas pessoas cometem ao preparar drinks em casa.

Dosar itens “no olho”

Todo drink tem uma receita, e essa receita precisa ser seguida corretamente para garantir a sua qualidade. Se a receita diz 30 ml de vodka, você precisa colocar exatamente 30 ml de vodka, e não “um pouquinho” de vodka. Todos os ingredientes devem ser dosados conforme consta a receita, para manter o padrão de sabor ideal da bebida. 

Dica Kalvelage: Kits para preparo de drinks acompanham dosadores que resolvem esse problema, e é bem fácil de encontrá-los para comprar. É um pequeno investimento que vai fazer toda a diferença na hora de fazer seus drinks.

Não ler a receita toda

Conforme dito anteriormente, uma receita precisa ser seguida à risca. Se isso não fosse necessário, não haveria receita, concorda? Mas muitas pessoas não leem até o final, e deixam passar detalhes importantes. O método de produção e algumas dicas aparecem sempre ao final da receita. Por isso, não se esqueça de ler até o fim!

Usar produtos de baixa qualidade

Este é um ponto de muita atenção. Geralmente, as receitas não especificam marcas de produtos, além de levar muitos ingredientes naturais, como frutas. De nada adianta seguir todo o processo da maneira certa se você usar um limão passado, por exemplo. Seu drink será tão bom quanto os insumos que você colocar neles, portanto selecione produtos de qualidade e terá um drink delicioso!

Dica extra Kalvelage: para deixar seu drink ainda mais especial, experimente fazê-lo usando a Vodka Kalvelage Vibe. Ela é uma bebida premium, feita especialmente para coquetelaria e mundialmente premiada. Com a Vibe, você vai parecer um verdadeiro especialista na arte de preparar drinks.

Fique atento a esses pontos, e em pouco tempo você deixará de ser um iniciante e começará a preparar drinks sofisticados, como um profissional!

Antes de comprar vodka, veja isso

Antes de comprar vodka, veja isso

Existem muitas variedades de vodka no mercado, nacionais e importadas, com foco em coquetelaria, na preparação caseira de drinks ou para beber pura. Cada produto tem suas particularidades, e cada empresa tem um foco específico sobre o que servir a seus clientes.

Você talvez escolha sua bebida pelo preço, por indicação de algum amigo, por já gostar de uma determinada marca ou simplesmente escolhe a mais conhecida por não saber a qualidade das outras opções disponíveis no mercado.

A vodka pode ser feita de diversos ingredientes. Na Polônia, por exemplo, surgiu a vodka feita com batatas. Em outros lugares, a bebida é feita de cereais, centeio, melado ou até mesmo de frutas. É possível produzir vodkas com praticamente qualquer ingrediente que contenha amido e açúcar.

Quando se usa batatas ou cereais na produção da vodka, a graduação alcoólica após a fermentação varia entre 5% e 7% – podendo ser maior caso se utilize frutas. Para o processo de fermentação, pode-se adicionar enzimas que transformam o amido em açúcar, ou apenas acrescentar leveduras. O resultado disso é chamado de mosto.

Depois da fermentação, inicia-se o processo de destilação. O mais comum na produção de vodka é utilizar o alambique de coluna, por ser mais eficiente e produzir um líquido mais claro. Entretanto, o alambique de cobre também é utilizado em algumas destilarias. Diferentemente da destilação tradicional em alambique de cobre, os de coluna funcionam por meio de um cuidadoso gerenciamento de centenas de destilações menores, introduzindo vapor e controlando a temperatura. A vodka da Kalvelage passa por esse processo de destilação três vezes, ou seja, é uma bebida tridestilada, o que garante sua pureza. Quando o mosto é bombeado para o fundo do alambique, ele é aquecido pelo vapor que sobe pela coluna.

O mosto evapora e se condensa em placas de metal perfuradas. O fundo da coluna fica com maior concentração de água, enquanto o topo concentra mais álcoois leves. O ponto ideal fica próximo ao topo da coluna, onde a concentração de etanol é de quase 96%. É daí que é retirado o líquido para a produção da vodka. Vale notar que, neste ponto do processo, a bebida ainda tem traços de aldeído, metanol, álcoois pesados, acetatos e ácido acético em baixas concentrações. 

Depois desse processo, a maioria das vodkas é filtrada com carvão ativado, para remover impurezas e corrigir a coloração. Além disso, o carvão ativado ameniza o sabor do destilado, removendo a maioria dos compostos voláteis. Na filtração, são retirados os álcoois pesados, que devem ser descartados. No entanto, algumas marcas não descartam o metanol. O consumo elevado de metanol pode causar intoxicação, promovendo dores de cabeça, náusea e vômitos.

Em seguida, a vodka é acrescida de água para reduzir sua graduação alcoólica, até um mínimo de 37,5%. Após a retificação, a bebida fica com cerca de 40% de água. Por isso, a qualidade e os minerais contidos na água são tão importantes. A Kalvelage, por exemplo, utiliza a mais pura água do Vale Europeu catarinense.

Testes químicos comprovaram que as vodkas de outras empresas levam açúcar e glúten em sua composição, não sendo indicadas para pessoas alérgicas ou diabéticas. Nenhum produto do portfólio Kalvelage possui esses ingredientes em sua formulação.

Na Kalvelage, prezamos pela qualidade de nossos produtos e pela experiência do cliente. Nossas bebidas são feitas com cereais 100% brasileiros, usando a mais pura água do Vale Europeu. Além disso, nossas vodkas não levam açúcar nem glúten em sua composição.

Outro diferencial da Kalvelage está na Vodka Kalvelage Oak. Este produto é único no Brasil, porque leva extrato de carvalho americano em sua composição, em conformidade com a legislação brasileira. Os sabores do carvalho se misturam aos da vodka, criando uma identidade única.

Drinks para harmonizar com churrasco

Drinks para harmonizar com churrasco

Quem não gosta de um bom churrasco, não é mesmo? Reunir os amigos, a família, e aproveitar o dia com bastante comida e bebida. Em ocasiões como essas, em vez da tradicional cerveja, que tal surpreender seus convidados com drinks? Separamos algumas receitas que vão harmonizar com o seu churrasco e ainda fazer bonito. 

Caipiroska

Este drink clássico combina com assados, já que o cítrico da bebida ajuda a limpar a gordura da carne. Bem simples de se fazer, é uma bebida certeira para agradar seus convidados.

Ingredientes:

  • 60 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • ¾ de limão Taiti com casca
  • 2 colheres de açúcar cristal ou 15 ml de xarope de açúcar

Modo de preparo:

Em um copo, adicione o açúcar, a vodka e o limão e macere delicadamente. Acrescente gelo e mexa bem.

Drink refrescante

Um drink simples, mas muito bom para acompanhar o churrasco, devido ao seu frescor. O cítrico das frutas ajuda a equilibrar a gordura da carne.

Ingredientes:

  • 60 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • 30 ml de xarope de maçã verde
  • 20 ml de suco de limão
  • 150 ml de suco de abacaxi
  • Gelo

Modo de preparo:

Em uma coqueteleira, adicione todos os ingredientes e, em seguida, bastante gelo. Misture bem e sirva em um copo longo.

Horse neck

Um clássico coquetel americano, o horse neck é servido em um copo longo com uma rodela de limão para decorar.

Ingredientes:

  • 60 ml de Vodka Kalvelage Oak
  • 2 anéis de gengibre fresco macerado
  • 180 ml de tônica ginger
  • 3 dashes de angustura
  • Rodela longa de limão siciliano para decoração

Modo de preparo:

Em um copo longo, macere o gengibre com a vodka. Acrescente tônica ginger e gelo. Mexa suavemente, acrescente as 3 gotas de angustura e a rodela de limão e sirva.

Boate Azul

Além de saboroso, este drink tem uma coloração azulada muito bonita. É muito refrescante, ideal para harmonizar com o churrasco.

Ingredientes:

  • Cubos de gelo
  • 40 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • 30 ml de xarope de Curaçao Blue
  • 20 ml de suco de limão
  • Refrigerante de limão
  • Rodela de laranja para decorar

Modo de preparo:

Preencha metade de uma taça com gelo. Em seguida, acrescente a vodka, o xarope e o suco de limão. Complete com o refrigerante. Decore com a rodela de laranja e sirva.

Um churrasco pode ter muito mais do que cerveja e refrigerante. Faça alguns desses drinks e você verá que eles combinam muito bem com nosso tradicional churrasquinho.

Drinks com café

Receitas de drinks com café

O café é uma das bebidas mais tradicionais do Brasil. Presente em praticamente todos os lares brasileiros, o café é consumido nos mais diversos horários e das mais variadas formas.

Para homenagear essa bebida tão querida, trouxemos algumas receitas de drinks que podem ser feitas com café na melhor combinação com os produtos Kalvelage.

Caipirinha de café

E nada melhor e mais tradicional do que uma caipirinha para começar nossa lista, não é mesmo?

Ingredientes:

  • 50 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • 50 ml de café em temperatura ambiente
  • Um limão
  • 15 ml de xarope de limão (opcional)
  • Açúcar a gosto
  • Gelo a gosto
  • Grãos de café para decorar

Modo de preparo:

Em um copo, amasse o limão junto com o açúcar. Em seguida, adicione a dose de vodka, o café e o gelo. Se quiser, finalize com xarope de limão. Decore com grãos de café e aproveite! 

Oak Martini

Um martini de sabores marcantes, combinando a personalidade do café com a complexidade do carvalho americano da Kalvelage Oak numa mistura harmônica.

Ingredientes:

  • 30 ml de licor de café
  • 60 ml de Vodka Kalvelage Oak
  • 50 ml de seu café favorito

Modo de preparo:

Em uma coqueteleira, bata todos os ingredientes com gelo, faça uma dupla coagem para uma taça martini e finalize com um zest de laranja Bahia e grãos de café. Esta receita está disponível também em nosso eBook Drinks de Inverno.

Café Russo Cremoso

Feito com ingredientes que deixam o drink mais cremoso, o café russo é uma surpresa agradável para quem não conhece o café gelado.

Ingredientes:

  • Duas doses de café
  • Uma dose de Vodka Kalvelage Vibe
  • Uma dose de leite
  • ½ dose de creme de leite
  • Duas colheres de sopa de açúcar
  • Gelo a gosto
  • Chantilly a gosto (opcional)

Modo de preparo:

Coloque a vodka, o gelo, o açúcar, o leite, o café e o creme de leite em uma coqueteleira e chacoalhe bem. Despeje a bebida em uma taça e finalize com uma camada de chantilly.

Batida de café com vodka

Gosta de bebidas doces e quer impressionar seus convidados? Esse coquetel é uma alternativa super saborosa para alegrar suas visitas.

Ingredientes:

  • 50 ml de Vodka Kalvelage Vibe
  • 100 ml de café coado forte ou 2 doses de espresso intenso
  • 2 cubos de gelo
  • Calda de chocolate
  • Chantilly
  • Cacau em pó
  • Cereja para decorar

Modo de preparo:

Em uma coqueteleira, bata o café frio, o gelo e a vodka. Em seguida, decore a taça com a calda, coloque a bebida, cubra com chantilly e polvilhe com cacau em pó. Finalize com a cereja.

Café com vodka e sorvete de chocolate

Perfeito para os dias de calor, esse drink com sorvete vai agradar aos paladares mais doces. Ideal para reunir os amigos.

Ingredientes:

  • Três colheres de sopa de café solúvel
  • Dez cubos de gelo
  • Oito bolas de sorvete de chocolate
  • Uma xícara de chá de Vodka Kalvelage Vibe
  • Meia xícara de chá de água quente

Modo de preparo:

Prepare o café solúvel na água quente e espere esfriar. Como o café oxida muito rápido, a melhor opção é prepará-lo na hora da receita e esperar ele esfriar. Isto feito, leve o café, a vodka, o sorvete e os cubos de gelo para o liquidificador. Bata bem e sirva logo em seguida.

Gin-coffee

É claro que nosso Kalvelage London Dry Gin não poderia ficar de fora das receitas. Essa é uma mistura refinada e refrescante do café ácido com uma bebida cheia de ervas. Entretanto, o resultado é uma bebida com notas ácidas e frutadas, não sendo a melhor opção para paladares mais doces.

Ingredientes:

  • 200 ml de Kalvelage London Dry Gin
  • 80 ml de água tônica
  • 40 ml de café gelado
  • Gelo a gosto

Modo de preparo:

Prepare o café gelado na French Press ou na Clever. Caso não o prepare com gelo, deixe o café fresco na geladeira por algumas horas. Encha um copo com cubos de gelo, adicione gim e tônica e, em seguida, despeje lentamente o café no copo. Aqui vai uma dica: se você derramar o café sobre as costas de uma colher no copo, então você terá o resultado da separação dos líquidos.

Convide seus amigos para tomar um cafezinho na sua casa e surpreenda-os com essas receitas!

Tudo o que você precisa saber sobre gin

Tudo o que você precisa saber sobre gin

O gin é uma bebida muito apreciada mundo afora, tanto por seu aroma perfumado quanto por sua leveza. Seu sabor torna possível combiná-lo em diversos drinks, o que fez o gin ser a bebida do momento. Para entender seu sucesso, devemos primeiro olhar para sua história.

A bebida foi criada na Holanda, em meados do século XVII, pelo médico e professor Francisco de la Boie. Isso mesmo, um médico! O gin foi criado como um medicamento para amenizar problemas renais. Durante suas pesquisas, de la Boie misturou zimbro ao destilado de cereais, e esse remédio diurético posteriormente ficou conhecido como gin. Entretanto, o que ele não esperava era que ele seria usado por quem não estava doente.

Saboroso, leve e barato, o medicamento logo caiu nas graças dos soldados ingleses que lutaram durante a Guerra dos 30 anos (1618 – 1648), dando coragem e espantando o frio em meio ao inverno europeu.

Após a guerra, os ingleses levaram o aromático destilado para seu país, onde acabou se popularizando. Devido a criação do alambique contínuo de Coffey, o gin passou a ser produzido em larga escala no país, e logo tornou-se mais barato que a cerveja.

Conhecido também como o destilado de zimbro, o gin possui características únicas em sua composição, e também estilos variados, como o London Dry, Plymouth, Old Tom e Navy Strenght.

O nome Gin originou-se da junção de variantes do nome de zimbro, que em holandês é genever, genievre em francês e ginepro em italiano. Hoje, a região da Toscana, na Itália, é a principal produtora de zimbro.

O aroma do gin é outro ponto importante, que diferencia esta bebida de outros destilados. O gin tem muita relação com perfumes. Ambos utilizam muitas ervas aromáticas, como angélica, raízes de lírio e alcaçuz, entre seus ingredientes.

Sofisticação

Recentemente, o gin voltou com força total, e muito disso se deve à diversidade de combinações e de suas várias harmonizações. 

O gin fez muito sucesso durante a década de 80, mas entre as décadas de 90 e 2000, os consumidores aderiram às bebidas prontas, fazendo com que o gin fosse novamente esquecido.

No entanto, em 2007, alguns renomados chefs de cozinha europeus relataram que, após longos dias de trabalho nas quentes cozinhas de seus restaurantes, eles se refrescavam com taças de gin tônica com gelo. Muitos deles criaram novas receitas de drinks rápidos e desenvolveram a forma perfeita de apreciar a bebida, trazendo o gin de volta de seu período sabático. Preparar um bom drink com gin tornou-se uma experiência personalizada.

É imprescindível preparar seu drink em uma taça de gin, porque o material da taça influencia na temperatura da bebida. O vidro mantém o frescor do drink e não passa o calor das mãos para a bebida, mantendo-a refrescante até o final.  Da mesma forma, encontrar a harmonização ideal, seja com tônica ou com outras especiarias, é importante para ter a melhor experiência possível.

Se você nunca experimentou um drink com gin genuinamente brasileiro, conheça o Kalvelage London Dry Gin, uma bebida sem açúcar e sem glúten, feita com cereais 100% nacionais e premiada mundialmente. O Kalvelage London Dry Gin é produzido no Vale Europeu, em Santa Catarina, e conta com oito ervas aromáticas em sua composição: zimbro, cardamomo, coentro, rosas, angélica, cidrão, casca de laranja e melissa. O gin Kalvelage é perfeito para fazer drinks e tem 43% de teor alcoólico. Sua garrafa é inspirada na garrafa de remédio, onde o gin original era vendido. Peça agora em seu bar ou restaurante preferido!

Como funcionam os concursos internacionais

Como funcionam os concursos internacionais de bebidas

Para produtores de bebidas, os concursos internacionais são uma forma de demonstrar a todos a qualidade de seus produtos. Com regras rígidas, apenas os melhores vencem. E se uma bebida foi premiada, os consumidores podem ter a certeza de que estão adquirindo um produto realmente bom.

Existem diversos concursos internacionais que premiam as melhores bebidas, tais como Singapore World Spirits Competition, San Francisco World Spirits Competition, Cathay Pacific Hong Kong International Wine & Spirits Competition, entre outros. Em todos eles, as bebidas são separadas em diferentes destilados, como vodka, whisky, rum, gin, entre outros, além da categoria vinho. Cada categoria conta com regras e documentações específicas. Vale ressaltar que não existem concursos desse tipo no Brasil.

Durante as competições, os jurados avaliam amostras de cada bebida em um teste cego, garantindo assim a isonomia do processo. Enquanto provam as amostras, os jurados dão uma nota para cada uma individualmente, sem comparar com as outras bebidas na competição. Nessa etapa, cada jurado avalia aspectos específicos das bebidas, como aroma, sabor, aparência e retrogosto. As notas são comparadas, e as bebidas mais bem avaliadas seguem para um último julgamento, onde é escolhida a melhor dentre as melhores, de acordo com as regras de cada competição.

Para quebrar o preconceito de que somente destilados importados são de qualidade, a Kalvelage envia seus produtos para diferentes competições desde 2014, e recebeu ao todo 21 medalhas. Grande parte das premiações aconteceu na San Francisco World Spirits Competition e na Cathay Pacific Hong Kong International Wine & Spirit Competition, em anos diferentes, comprovando que a qualidade dos produtos Kalvelage não foi um mero acaso.

Vodka Kalvelage

Em 2014, a Vodka Kalvelage recebeu medalha de prata na Cathay Pacific Hong Kong International Wine & Spirit Competition. No ano seguinte, neste mesmo torneio, recebeu o bronze, e em 2016  conquistou a prata novamente.

Já na San Francisco World Spirits Competition, a primeira premiação foi uma prata em 2014. No ano seguinte, conquistou sua mais alta premiação: uma medalha de ouro. Já em 2016, foi premiada com a prata. Também em 2016, conquistou a medalha de prata na New York World Wine & Spirits Competition.

Vodka Kalvelage Oak

A Vodka Kalvelage Oak recebeu o bronze na New York World Wine & Spirits Competition em 2019, e conquistou a prata por três anos consecutivos na San Francisco World Spirits Competition: 2019, 2020 e 2021.

Vodka Kalvelage Vibe

Com grande destaque internacional, a Vodka Kalvelage Vibe conquistou uma medalha pela primeira vez em 2016, com a prata no Cathay Pacific Hong Kong International Wine & Spirits Competition. No ano seguinte, em São Francisco, conquistou uma medalha de bronze. De volta a Hong Kong em 2018, a Vodka Kalvelage Vibe venceu a medalha de ouro. Por fim, em 2019, veio a medalha de bronze. Novamente na San Francisco World Spirits Competition, foram mais três medalhas: bronze em 2019, prata em 2020, e mais um ouro em 2021.

Kalvelage London Dry Gin

Assim como as vodkas, o gin da Kalvelage também conquistou prêmios internacionais. Por ser um produto desenvolvido mais recentemente, participou de menos competições, mas não deixou a desejar em nenhuma delas: recebeu um bronze em 2020 e um ouro em 2021, ambas na San Francisco World Spirits Competition.

Em todas as competições que participou, a Kalvelage provou toda sua qualidade, e trouxe mais de 20 medalhas para o Brasil. Conquistar medalhas em anos consecutivos atesta que o nível dos produtos não decai nem mesmo com o aumento na produção. O pioneirismo da Kalvelage Distillery, aliado ao uso de ingredientes nacionais, mostra que o país também pode ser um excelente produtor de vodkas e gins, ao contrário do que muitos imaginavam.

Feita por quem bebe, para quem bebe

Feita por quem bebe, para quem bebe

Em 2012, o sonho dos irmãos Marcos e Maurício Kalvelage de abrir sua própria destilaria começou a tomar forma. Buscando produzir destilados de alta qualidade, os irmãos Kalvelage reuniram todo o conhecimento necessário para a produção das primeiras garrafas de vodka artesanal, cuja qualidade foi reconhecida de imediato por amigos e familiares. Com apoio deles, os irmãos abriram oficialmente sua destilaria, localizada no Vale Europeu, em Santa Catarina.

Pioneiros na produção de destilados premium no Brasil, a Kalvelage ousou submeter seus produtos aos mais altos padrões internacionais; em 2014, a destilaria recebeu a medalha de prata no San Francisco World & Spirit Competition por sua Vodka Kalvelage, uma vodka criada para atender a categoria super premium e o primeiro produto criado por Marcos e Maurício.

A partir daí, a empresa passou a trilhar o caminho do sucesso, e atualmente a Vodka Kalvelage soma sete premiações internacionais, incluindo uma medalha de ouro na San Francisco World & Spirit Competition de 2015, assim como a Vodka Kalvelage Vibe, vencedora em 2021 e também detentora de oito medalhas.

No total, são mais de 20 medalhas em premiações internacionais para a Vodka Kalvelage, Vodka Kalvelage Vibe, London Dry Gin e Vodka Kalvelage Oak.

Inovadora por natureza, a Kalvelage Distillery é pioneira no Brasil com a embalagem Bag-in Box, tornando possível armazenar as mesmas vodkas Kalvelage premium das garrafas, em práticas embalagens de 5 litros, trazendo um novo conceito e agilidade para elaboração de drinks – perfeita para atender demandas de estabelecimentos como bares e restaurantes.

Conheça nossos destilados:

  • A Vodka Kalvelage é um destilado super premium, elaborada com cereais 100% nacionais somada à pureza das águas cristalinas do Vale Europeu Catarinense. A autêntica vodka feita por quem bebe, para quem bebe. 
  • Com a mesma paixão que deu origem à linha Kalvelage, surgiu a Vodka Kalvelage Oak, uma vodka premium que integra a qualidade de produção da marca aos sabores extraídos do carvalho americano, criando uma identidade única. Esta é a primeira vodka do Brasil a ser produzida com extrato de carvalho americano, marcando mais um pioneirismo da Kalvelage.
  • A Vodka Kalvelage Vibe se destaca por sua suavidade e equilíbrio, além de ser o produto premium ideal para os apaixonados por drinks. Trata-se de uma bebida muito versátil, podendo ser utilizada desde a alta coquetelaria até a melhor experiência para o seu momento bartender.
  • Kalvelage London Dry Gin é um destilado especial, sendo um dos pioneiros no ramo de gins premium no Brasil. Além dos cereais 100% nacionais, o gin combina oito ervas aromáticas, com a riqueza de sabores brasileiros. A receita é composta por casca de laranja, coentro, zimbro, rosas, melissa, cardamomo, cidrão e angélica, e tem 43% de teor alcoólico. Este autêntico London Dry Gin tem como destaque o sabor do zimbro, juntamente com notas herbáceas e cítricas, especialmente o cardamomo.

Os destilados produzidos pela Kalvelage são 100% livres de glúten, sem adição de açúcares nem corantes ou aromatizantes artificiais, seguindo exigentes padrões de qualidade. Todos os ingredientes usados na Kalvelage são  cuidadosamente selecionados, o que confere aos nossos destilados aromas e sabores únicos. Todas as bebidas passam por processo de filtragem e micro filtragem para melhor polimento e padronização. A destilaria ainda conta com destiladores personalizados para alcançar os mais altos padrões de qualidade.

A paixão da família Kalvelage pelo mundo dos destilados é sinônimo de comprometimento e a certeza da qualidade dos produtos, transformando um sobrenome em uma marca com valores éticos, honrando o slogan “feito por quem bebe para quem bebe”.

Conheça nosso Canal do Youtube

Siga-nos no Instagram